O Yi Jing é uma das obras escritas mais antigas da humanidade e o alicerce da cultura chinesa e da filosofia taoista. É baseado em 64 figuras com seis linhas (“hexagramas”) que representam o Yin (linhas quebradas) e o Yang (linhas inteiras) e que retratam os padrões de energia que permeiam o universo em toda a sua infinita diversidade.

Sua estrutura pode ser comparada a um computador antigo, que pode dar qualquer tipo de resposta partindo de uma linguagem binária, ancestral direta da linguagem dos computadores atuais.

O que se vê constantemente nesse tipo de estudo é uma preocupação obsessiva com os textos do livro, o que torna o estudo do Yi Jing muito mais complexo e demorado. Várias pessoas simplesmente desistem diante desta dificuldade. Quando os textos foram escritos há 3000 anos, os hexagramas já eram muito antigos, com pelo menos centenas de anos. Os textos, breves descrições das características das linhas e dos hexagramas, foram acrescidos justamente por ter se perdido muito da interpretação mais antiga e pura deste conhecimento. E devemos restaurar esse conhecimento.

O Yi Jing nesta visão deve ser encarado como algo vivo, pulsante, uma metamorfose contínua de padrões de energia de forma muito similar aos Cinco Movimentos (Wu Xing). Uma visão dinâmica em que os hexagramas estão sempre em mutação, evoluindo e se transformando, crescendo e mudando.

Cada hexagrama expressa um estado de energia específico, embora fugaz, pois logo mudará novamente. Os 64 padrões energéticos expressos no Yi Jing podem ser combinados de maneira quase ilimitada para descrever as correntes de energia que expressam a vida em nosso universo.

O uso oracular parte do princípio de que podemos estabelecer a situação presente dentro de um padrão energético e observar seu possível desdobramento no instante seguinte. Esse desdobramento possível é apenas uma projeção do fluxo de energia a partir de onde ele se encontra, e não “ver o futuro” como se coloca comumente. Mesmo assim é um poderoso aliado à compreensão de nossas situações cotidianas e previsão de suas consequências.

Esse curso parte dessa visão taoista e se concentra na compreensão dos hexagramas e de seu processo energético, seu “espírito”, tornando muito mais fácil e rápido interpretar e analisar o Yi Jing e entender o que está acontecendo. Também ficará bem mais simples observar as implicações e aplicações desse conhecimento em outras áreas da cultura e da filosofia oriental. Serão apresentadas aplicações do Yi Jing em artes marciais, Qigong, Medicina Chinesa, Feng Shui e outros.


Temas principais

  1. Origens Mitológicas e Arqueológicas
  2. Fundamentos Filosóficos
  3. Yi Jing e Taoismo
  4. Os Trigramas
  5. Os Ba Guas
  6. Os Hexagramas
  • Estrutura do hexagrama
  • Estrutura das linhas
  • Relação entre as linhas
  • Linhas sólidas e linhas móveis
  1. O Yi Jing vivo
  2. A Estrutura do texto do Yi Jing: Imagem, Julgamento, Linhas e Comentários
  3. O Yi Jing como livro filosófico
  4. Oráculo e Métodos de Consulta (pergunta, moedas, varetas)
  • Formulando a pergunta
  • Análise do Hexagrama
  • Interpretação
  • Utilização dos textos
  • Exercícios

 

 

Books!
Shop!
FacebookTwitterGoogle Bookmarks
Scroll to top