Hoje [2009] somos constantemente bombardeados com notícias alarmantes sobre a chamada “gripe suína” (ou “Gripe A”, para preservar os pobres animais deste karma). Muitas vezes essas notícias nos chegam de modo bastante alarmista e sensacionalista, como se fosse a “peste do século”, capaz de dizimar a humanidade. Não é bem assim.

Primeiramente a taxa de mortalidade está se mantendo abaixo da mortalidade da gripe comum – menos de 0,1% de óbitos para a gripe normal e 0,004% de mortalidade para a Gripe A. Para comparação, a Gripe Aviária, que apareceu na Ásia há algum tempo, possui mais de 60% de óbitos. O que impressiona os especialistas é que a Gripe A é um novo tipo de vírus, que contêm quatro elementos genéticos: duas partes de vírus suíno, uma parte de vírus aviário e uma parte de vírus humano. No momento ela é muito branda, mas se voltar futuramente pode estar bem mais forte, como ocorreu na Gripe Espanhola em 1918, que matou 50 milhões de pessoas em todo o mundo. O grande problema da Gripe A é sua capacidade de contágio muito alta, o que leva à grande propagação em pouco tempo.

Certo, colocamos as coisas em seus lugares e vimos que é necessário algum cuidado mas sem pânico. Agora vamos tratar do que NÃO se diz nas notícias.

Não se preocupe com a gripe, com a doença, mas com a SAÚDE. A Medicina Oriental procura manter a pessoa saudável e não curar doenças, simplesmente. A medicina ocidental foca quase totalmente na doença e a mídia gosta muito dessa parte. Se você se concentrar mentalmente em doença, é doença o que terá. Vamos ver o que podemos fazer para manter o nosso foco na saúde.

Defesas Energéticas

Para um agente contagioso chegar até nosso corpo ele tem que atravessar dois sistemas energéticos: a aura e a energia de defesa, chamado de Wei Qi pelos chineses. A aura é um campo bioelétrico externo formado por diversas frequências e que atinge por volta de 1,20m de diâmetro em pessoas saudáveis. Quanto mais forte energeticamente a pessoa, maior o diâmetro de sua aura. Uma pessoa com uma aura forte pode resistir melhor a ambientes infecciosos. Cansaço, estresse, alimentação deficiente e transtornos emocionais reduzem o poder da aura. Muitas pessoas que se dedicam a tratar enfermos, de forma caritativa, passam anos em contato com pessoas infectadas por vários tipos de doenças e não adoecem. Madre Tereza de Calcutá é um exemplo. Isso ocorre porque este tipo de atendimento eleva a espiritualidade da pessoa, é feito de coração, e sua aura se torna mais forte e robusta.

“O senhor não daria banho a um leproso nem por um milhão de dólares?
Eu também não. Só por amor se pode dar banho a um leproso”
                                                                   Madre Teresa de Calcutá

A energia de defesa, ou Wei Qi segundo a Medicina Chinesa, se localiza logo abaixo da pele e serve como barreira entre o corpo físico e elementos externos, atuando como nosso sistema defensivo, além de aquecer os músculos e regular a temperatura corporal. Quem controla o Wei Qi dentro da Medicina Chinesa é o Baço/Pâncreas, responsável pela retirada do Qi dos alimentos e cuja emoção correspondente é o pensamento constante, a preocupação. Por isso a preocupação excessiva e uma alimentação desregulada enfraquecem o Wei Qi, parte importante de nosso sistema imunológico.

Defesas Orgânicas

Você já deve ter ouvido falar um monte de coisas sobre o sistema imunológico orgânico. O que mais atrapalha a nossa defesa contra vírus é sua grande capacidade de mutação. O sistema imunológico trabalha como chaves em fechaduras: quando se combinam as “chaves” de nosso corpo com as “fechaduras” dos agressores, estes são vencidos. No caso dos vírus, suas “fechaduras” mudam constantemente, forçando nosso organismo a fabricar vários tipos de “chaves” para poder vencê-los. Isso causa um desgaste do organismo, que pode enfraquecê-lo ao ponto de impedir sua vitória final ou facilitar o alastramento de outros inimigos, que se aproveitam desse enfraquecimento. O resultado pode ser fatal.

Esse sistema de defesa orgânica está intimamente ligado ao nosso sistema energético, fazendo com que nossa capacidade de proteção esteja sujeita aos nossos estados emocionais. Tristeza, depressão, estresse, exaustão são estados que podem enfraquecer nosso sistema imunológico.

Essa relação entre as células e energia foi demonstrado experimentalmente ainda na década de 1920 por Georges Lakhovsky, um engenheiro russo radicado na França. Veja, estamos falando em estudos instrumentais, científicos, e não em “misticismo” como se coloca muito por aí. O trabalho extraordinário de Lakhovsky demonstrou que uma estimulação energética, no caso dele dentro de frequências eletromagnéticas, NAS CÉLULAS SAUDÁVEIS resolvia problemas de saúde, particularmente o câncer. Observe que, ao invés de atacar as células inimigas ele fortalecia as células sadias. O que ele “descobriu” é o que médicos chineses e indianos afirmam há milênios: devemos fortalecer o corpo e nos concentrarmos na saúde ao invés de nos concentrarmos em combater a doença.

Ao final dos experimentos de Lakhovsky com células vivas, pessoas e plantas, ele se aproximou da idéia de uma energia universal sutil ainda não detectada cientificamente mas de existência inquestionável. Conhecemos isso como Qi.

Mantendo a Saúde

Para se manter saudável a primeira providência é não se preocupar com doenças. Se você fizer sua parte não precisará pensar em perda de saúde. A preocupação com as doenças drenam seu sistema energético e abrem as portas do corpo para... doenças!

No caso da Gripe A, não existem grandes métodos de prevenção, sendo que o que os médicos mais recomendam é lavar bem as mãos ao chegar da rua. Ora, isso é higiene pessoal básica, não é? Pois é. Então não precisa se preocupar com muitos cuidados extra.

Procure firmar seu pensamento em saúde e acredite nisso. Faça todos os dias uma afirmação do tipo “Sou uma pessoa saudável e disposta. Minha energia é abundante e estou em sintonia com o Universo. Nada pode me afetar. Estou centrado(a) e emocionalmente equilibrado(a)”. Repita isso algumas vezes, em várias ocasiões durante o dia.

Um tipo equivocado de mentalização seria “Sou forte e não vou ficar doente. Nenhuma doença pode me vencer”. Nessa afirmação você usou “doente” e “doença” e é nessas palavras que nosso subconsciente vai se prender. Sempre que for montar alguma afirmação, use fatores positivos e nunca negações de problemas. Negar um problema sinaliza que ele existe!

Procure algum tipo de atividade que trabalhe corpo e energia, como Tai Chi Chuan, Qigong, Yoga. Isso amplia sua força orgânica em geral. Na verdade qualquer atividade física feita prazerosamente funciona muito bem. Tudo o que se torna uma obrigação deprime nosso sistema energético e emocional. Faça algo de que goste, seja Karatê, dança de salão ou ping-pong.

Muitos alimentos são excelentes para fortalecer o sistema imunológico e preservar nossa saúde. Fuja das neuroses alimentares modernas como a aversão a carne vermelha, gordura animal e a nefasta contagem de calorias. Procure se conhecer melhor e saber qual alimento faz bem e qual faz mal para você. Não é para o vizinho, o seu médico, o motorista do ônibus nem sua sogra. Para você.

Além de saber o que é bom para você, alguns alimentos possuem características melhores ou piores no que se refere ao sistema imunológico.

Evite todo tipo de aditivo alimentar como corantes e aromatizantes. Isso inclui a “saudável” margarina. Coma manteiga, que é natural e sem aditivos (não escute as bobagens que se falam sobre a nefasta “gordura animal”). Refrigerantes são pouco recomendáveis por serem em sua maioria artificiais e gasosos. Bebidas gasosas não devem ser consumidas durante as refeições. Pode utilizar sucos naturais, mesmo com açúcar, pois é mais saudável. Dentre os aditivos alimentares não recomendáveis se encontram as vitaminas sintéticas. Não se iluda com as ”bolachas vitaminadas” e prefira verduras, legumes e frutas variadas. Estes, sim, são fontes saudáveis de vitaminas e sais minerais.

A vitamina A é importante e pode ser encontrada na cenoura, abóbora, fígado, brócolis, manteiga e na gordura de diversos peixes como salmão e sardinha. A vitamina C é antioxidante e aumenta a resistência às infecções. Não se limite aos cítricos como laranja, limão e acerola, mas procure caju, repolho, pimentão. Oligoelementos também são importantes, como o zinco e o selênio. Duas das melhores fontes de oligoelementos, que eu particularmente recomendo, são o fígado e a salsinha. Iogurtes e leites fermentados (pro-bióticos) ajudam a flora intestinal. O alho é fundamental por ser agente bactericida. É o melhor amigo do sistema imunológico e deve ser consumido de preferência cru. Se não conseguir, passe ele rapidamente em uma frigideira ou chapa sem óleo, para grelhar um pouco. Ele enfraquece seu aroma e fica menos ardido, mantendo seus benefícios. O gengibre também é excelente pois fortalece o sistema imunológico e é um tônico poderoso para o corpo todo, especialmente nas épocas mais frias como inverno e outono e que aumentam a nossa exposição aos vírus. Azeite de oliva é outro aliado de nosso organismo. Procure os azeites com acidez inferior a 1% e não se preocupe com as calorias. Pode consumir em saladas ou colocar um fiozinho dele sobre o prato feito. Ele melhora o sabor dos alimentos e é extremamente saudável.

As terapias alternativas como acupuntura, cristais, massagens, auriculoterapia, costumam ser preventivas e devem ser procuradas regularmente, mesmo que você não esteja sentindo nada. Quando notar um estresse aumentado, um cansaço físico persistente, procure um terapeuta. Não espere os danos aparecerem...

Tenha certeza de que, ao seguir a recomendações que demos neste artigo, você estará distante dos perigos da Gripe A e muitos outros problemas. Esqueça a doença e viva com saúde.

Fontes:http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1116412-5603,00-PERGUNTAS+E+RESPOSTAS+DO+NEW+YORK+TIMES+TIRAM+DUVIDAS+SOBRE+NOVA+GRIPE.html

Nota: esse artigo foi escrito em 2009, no auge da crise da H1N1. De lá para cá muitos problemas foram encontrados na vacina e questionamentos científicos foram feitos sobre sua eficácia e do Tamiflu, anti-viral. Saiba mais, inclusive depoimentos de pessoas que ficaram doentes com a vacina H1N1 e de gripe comum no site do Dr. Paulo Maciel: http://drpaulomaciel.com.br/mortes-e-efeitos-colaterais-da-vacina-h1n1/

 

 

Gilberto Antônio Silva é jornalista, terapeuta e escritor. Estuda filosofias e culturas orientais desde 1977 e é autor de mais de uma dúzia de livros. É um dos maiores pesquisadores e divulgadores do Taoismo no Brasil, além da cultura oriental e artes marciais.

site: www.laoshan.com.br

Books!
Shop!
FacebookTwitterGoogle Bookmarks
Scroll to top